Você sabe que peixe é esse?


A espécie curiosa foi fisgada no rio Teles Pires, em Alta Floresta (MT), e intrigou os pescadores. Peixe ‘misterioso’ é encontrado no rio Teles Pires (MT)
Valmir/Arquivo Pessoal
Todos os anos o aposentado Ilson João Silveira, de Campinas (SP), viaja até o Mato Grosso em um grupo grande de amigos e familiares para pescar. Recentemente, durante uma pescaria no rio Teles Pires, em Alta Floresta, o grupo foi surpreendido por uma espécie, até então, desconhecida por eles.
“Ao primeiro olhar fiquei surpreso e curioso para saber o que era. As pessoas que estavam comigo ficaram assustadas pensando ser um peixe elétrico ou algo do tipo. Ninguém ali tinha visto um desse antes ou muito menos sabia qual espécie era”, descreve Silveira.
Em meio às dúvidas em relação à variedade do tal peixe fisgado, os parceiros comemoraram a experiência. “Eu, meu genros Valmir e Cleyton, meu primo Luciano e nossos amigos Eder, Rubens Pezão ficamos muito felizes por algo tão diferente ter acontecido nessa viagem. Sempre viajamos para pescar, mas nunca pensamos que encontraríamos um peixe assim. É uma sensação diferente e emocionante para todos nós. Nunca mais vamos esquecer, ainda mais pelo susto” brinca.
Os amigos se reúnem todos os anos para pescar
Valmir/Arquivo Pessoal
Mas afinal, que peixe é esse?
Segundo o biólogo e pesquisador do Laboratório de Ecologia e Conservação da UFPR (Universidade Federal do Paraná), Jean Vitule, esse peixe é popularmente chamado de ituí ou ituí-cavalo, “pertence à ordem Gymnotiformes e é um parente das tuviras, muito usadas como iscas nas pescarias”, decifra.
Peixe é conhecido como ituí ou ituí-cavalo
Valmir/Arquivo Pessoal
Os peixes dessa ordem geralmente ocorrem na América do Sul, da Venezuela ao Paraguai, incluindo as bacias do Paraná, Paraguai, Araguaia e Amazônica, habitando águas rápidas de riachos com fundos arenosos.
Como são peixes de água doce, procuram hábitats com ph neutro. Preferem o clima tropical. Alimentam-se de pequenos crustáceos, vermes, insetos e pequenos peixes.

Fonte: G1 – CNN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: