Programa Educador Social Voluntário tem inscrições abertas até quinta-feira no DF; são 4,5 mil vagas


Selecionados devem auxiliar estudantes com necessidades educacionais especiais, nas áreas de alimentação, locomoção e higienização. Voluntário recebe R$ 40 por turno de atuação. Escola Classe 308 Sul, no DF
TV Globo/Reprodução
O programa Educador Social Voluntário (ESV) de 2023 está com inscrições abertas até esta quinta-feira (26). Os participantes ajudam alunos com necessidade especiais de escolas públicas do Distrito Federal a realizarem atividades de alimentação, locomoção e higienização. São 4,5 mil vagas para as 14 coordenações regionais de ensino do DF.
Veja aqui a portaria com todos os detalhes sobre o programa
A atuação é voluntária, mas os selecionados recebem R$ 40 por turno de atuação, como ressarcimento exclusivo para alimentação e transporte. Para se inscrever, é preciso preencher formulário online e enviar a documentação necessária.
LEIA TAMBÉM:
Inscrições para vagas remanescentes nas escolas públicas do DF vão até domingo
Ao menos 10 estados e o DF pagam acima do novo piso nacional dos professores; confira os valores
Colégio militar e GDF são obrigados a matricular irmãos gêmeos, diz Justiça
No ato de inscrição, o candidato deve optar por uma Regional de Ensino e, no máximo, (duas) escolas, apenas no período matutino e/ou vespertino. Cada turno de voluntariado tem a duração de 4 horas. A divulgação do resultado final ocorre no dia 2 de fevereiro.
Voluntariado
Sala de aula escola ensino estudos estudantes
Gabriel Jabur/AG Brasilia
De acordo com a pasta, o trabalho do Educador Social Voluntário é baseado em:
Apoiar estudantes com necessidades educacionais especiais e/ou deficiência e Transtorno do Espectro Autista (TEA) no exercício das atividades diárias que englobem alimentação, locomoção e higienização nas escolas.
Ajudar no processo de integração e aprendizado dos estudantes e/ou indígenas não falantes de língua portuguesa.
Classificação
Podem participar do projeto pessoas maiores de 18 anos que tenham escolaridade a partir do ensino fundamental completo. Confira abaixo alguns dos critérios de seleção e classificação:
Experiência comprovada como Educador Social Voluntário
Estudantes universitários em licenciatura ou bacharelado, de formação específica, nas áreas de desenvolvimento das atividades
Pessoa com, no mínimo, ensino fundamental completo, com comprovação de conclusão
Estudante e/ou indígena, maior de 18 anos, que fale e compreenda o português e o espanhol
Experiência comprovada na área de educação especial e/ou saúde
Experiência comprovada na realização de oficinas lúdico-recreativas
Os candidatos serão classificados por meio da pontuação obtida após análise curricular. Para conferir todos os critérios de formação e experiência, e as respectivas pontuações, clique aqui.
De acordo com a Secretaria, a divulgação dos resultados, parcial (31 de janeiro) e final (2 de fevereiro), do processo seletivo será feita no mural de cada escola e nos canais de comunicação online da pasta. A convocação dos selecionados para assinatura do termo de adesão ocorre de 6 a 10 de fevereiro.
Veja outras notícias da região no g1 DF.

Fonte: G1 – CNN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: