Prédio evacuado após coluna ceder no no litoral de SP continuará interditado


Edifício localizado no bairro Ocian, em Praia Grande, passou por vistoria nesta segunda-feira e, segundo a prefeitura, precisa receber mais escoras e passar por nova avaliação. A expectativa era de que os moradores retornassem aos apartamentos até terça-feira (24). Prédio residencial evacuado após coluna ceder é interditado em Praia Grande (SP)
Reprodução e Matheus Croce/g1
O prédio residencial que foi evacuado após uma coluna de sustentação ceder em Praia Grande, no litoral de São Paulo, foi vistoriado pela Secretaria Municipal de Urbanismo e Defesa Civil nesta segunda-feira (23) e permanecerá interditado. Segundo a prefeitura, foi constatada a necessidade de complementação do escoramento metálico na área da estrutura que teve o dano. A administração municipal disse, ainda, que o plano de escoramento deverá ser atualizado pelo responsável técnico.
O edifício foi interditado por questões de segurança pelo Corpo de Bombeiros e Defesa Civil do município logo após o ocorrido, na última quinta-feira (19). A expectativa era de que os moradores retornassem aos imóveis nesta terça-feira (24).
Antes de a prefeitura informar sobre a necessidade de complementar o escoramento da área afetada, explicando que a decisão ocorreu em acordo com o construtor, engenheiro contratado, Defesa Civil e Secretaria de Urbanismo (Seurb), a construtora Gomes Vasconcelos Construtora, Incorporadora e Comércio Ltda, responsável por erguer Edifício Rio D’oro IX, deu outra versão.
De acordo com nota da construtora, as autoridades competentes estiveram no prédio e viram que os escoramentos estão em ordem, mas, por medida de segurança, “solicitaram o isolamento da área escorada” [um bloqueio, não complemento] para que os moradores sejam liberados a retornar em segurança [não cita nova vistoria]. A empresa disse que o serviço será executado nesta terça-feira.
Evacuado
Antes da vistoria desta segunda-feira, a construtora havia informado que o prédio não corre risco de desabamento, mas que a Defesa Civil entendeu ser necessária a evacuação da edificação até que se ateste, por intermédio de laudo técnico, que a estrutura não apresenta riscos aos moradores.
Foi quando uma empresa foi contratada para escorar a área em que a coluna cedeu. O trabalho preventivo foi feito conforme laudo técnico realizado pelo escritório de engenharia responsável pelo projeto estrutural do edifício – na primeira versão do plano de escoramento, que a prefeitura informou que deverá ser atualizada.
Ainda de acordo com a nota, o engenheiro responsável pelo laudo havia se certificado de que o prédio não apresentava risco de colapsar [cair] e, portanto, estaria apto a receber os moradores, enquanto a coluna é reparada de forma definitiva.
Na última avaliação da prefeitura e demais autoridades, a administração municipal disse que o próprio engenheiro observou a necessidade de complementar o escoramento.
Moradores de prédio interditado têm a expectativa de voltar para casa até terça-feira
Entenda o caso
Um prédio residencial foi evacuado, no bairro Ocian, em Praia Grande, após uma coluna de sustentação ceder na última quinta-feira (19). A Construtora Rio D’Ouro, responsável pelo edifício, a estrutura da viga foi abalada durante uma manutenção periódica. Ninguém ficou ferido.
O edifício tem 20 andares e está localizado na Rua Guimarães Rosa. O Corpo de Bombeiros foi acionado para atender a ocorrência por volta das 14h30. A Polícia Militar e Defesa Civil do município também estiveram no local.
Prédio residencial foi evacuado em Praia Grande (SP) após coluna de sustentação ceder
Matheus Croce/g1
Ao g1, os bombeiros informaram que um ‘estouro’ [barulho alto] antecedeu os danos observados na coluna, o que causou um ‘abalo’ na estrutura do prédio. O local foi interditado.
A Prefeitura de Praia Grande confirmou o ocorrido e acrescentou que, por conta da questão estrutural, foi “necessário providenciar a evacuação dos moradores até que o prédio providencie um laudo técnico que possa excluir qualquer tipo de risco para as pessoas”.
Prédio foi evacuado após viga ter se soltado durante manutenção
Matheus Croce/g1
VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias

Fonte: G1 – CNN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: