Pintura com declaração de amor enviada a homem preso esconde porções de maconha na moldura e acaba interceptada


Funcionários da Penitenciária Vanderlei Tartari Monteiro, em Tupi Paulista (SP), descobriram a presença da droga durante o procedimento de revista a correspondências. Pintura com declaração de amor a preso continha porções de maconha
SAP
Funcionários da Penitenciária Vanderlei Tartari Monteiro, em Tupi Paulista (SP), conseguiram interceptar porções de maconha que haviam sido enviadas por correspondência a um preso que cumpre pena na unidade.
De acordo com as informações divulgadas pela Secretaria da Administração Penitenciária do Estado de São Paulo (SAP) nesta segunda-feira (23), a droga estava escondida na moldura de papel de um desenho com uma declaração de amor que havia sido remetido por um outro homem ao detento.
A descoberta foi feita durante o procedimento de revista nas correspondências enviadas para a unidade prisional, quando os policiais penais encontraram as porções de maconha enroladas em pedaços de papel na moldura da obra de arte que leva a assinatura de “Jaqueline”.
O preso que receberia a pintura foi conduzido cautelarmente ao Pavilhão Disciplinar, onde responderá a Procedimento Apuratório para a averiguação de possível cumplicidade com o episódio, segundo o SAP.
O caso ainda foi levado ao conhecimento da Polícia Civil.
VÍDEOS: Tudo sobre a região de Presidente Prudente
Veja mais notícias em g1 Presidente Prudente e Região.

Fonte: G1 – CNN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: