Os 10 melhores contos do mangaká de terror

Capa da Publicação


Por

Equipe Legião dos Heróis

Junji Ito se tornou um nome bastante conhecido nos últimos meses, tendo diversas de suas histórias sendo publicadas por editoras brasileiras e alguns de seus contos preferidos recebendo adaptações para anime. Neste último dia 19, a Netflix entregou ao público Junji Ito – Histórias Macabras do Japão (Ito Junji: Maniac), uma coletânea de 12 episódios com 20 contos de Ito adaptados em animação.

Aproveitando a repercussão do novo anime de horror, a Legião separou uma lista de 10 contos do Junji Ito que são aterrorizantes, cada um a sua maneira. Bora pra lista?

Lista feita por Flávia Pedro e Gustavo Fiaux

O Enigma da Fenda de Amigara

Esse primeiro conto nos apresenta uma montanha que, misteriosamente, começou a apresentar em sua fenda diversos “buracos” com formas e estruturas humanas. Como se só isso não fosse o bastante para soar estranho, cada uma daquelas formas tem peculiaridades que indicam que foram feitas perfeitamente para alguém, de forma individual.

Ninguém sabe quando esses buracos humanoides surgiram ou para onde levam, mas, curiosamente, as pessoas estão se sentindo atraídas por eles e indo até o local. Os que encontram uma fenda perfeita para si, entram nelas e não voltam mais, deixando um mistério sobre o que poderia estar acontecendo ali.

Este conto pode ser encontrado como uma história extra no volume de Gyo, publicado aqui pela editora Devir.

Gola Rulê Vermelha

Esse conto começa com uma história de traição, quando um casal de jovens procura uma vidente e o rapaz logo se apaixona por ela e abandona o casamento para ficar com ela. O que ele não esperava é que essa vidente queria sua cabeça… Literalmente!

Com uma camisa de gola rulê – que fica vermelha por conta do sangue – ele tem sua cabeça separada do corpo e apenas suas duas mãos para segurá-la e evitar que seus nervos se desalinhem. O resto da história nós acompanhamos suas tentativas para que sua cabeça não saísse e ele não morresse, enquanto foge da vidente colecionadora de cabeças masculinas.

Esse é um dos contos curtos disponíveis no mangá Fragmentos do Horror, publicado no Brasil pela DarkSide.

Disco Velho

Um disco raro e misterioso que hipnotiza todo mundo que escuta a ponto das pessoas perseguirem umas às outras para conseguir ter esse exemplar. Mais sinistro ainda é a forma como esse disco, com essa única canção, foi gravado…

O “Scat da Paula Bell” é um mórbido disco gravado após a morte da artista. Desconhecida, Paula Bell recebeu a chance de ir até uma gravadora, mas um acidente tirou sua vida em frente ao estúdio no dia da gravação. Seu último pedido foi para que a equipe a levasse até a sala com os equipamentos e lá, com seu corpo já sem vida, a mulher cantou sua última canção. Agora, todos que escutam tal disco ficam obcecados por sua voz e melodia.

A morbidez desse conto traz uma perspectiva diferente do terror, já que se baseia em algo sobrenatural pós-morte e impossível de acontecer. Ele é o primeiro conto publicado no mangá Calafrios, da editora Pipoca & Nanquim, ao lado de outras histórias favoritas do autor.

Pássaro Negro

Esse conto bizarro apresenta a história de um homem que observava pássaros e um dia encontrou um rapaz que fazia trilha e sofreu um acidente que o deixou ferido. Ao buscar ajuda, o rapaz foi levado ao hospital e o observador de pássaros decidiu lhe fazer companhia quando descobriu que ele não tinha família ou amigos. Mas um mistério ficou: como ele conseguiu sobreviver a aproximadamente 1 mês após o acidente em meio a floresta?

Na primeira noite no hospital, o acompanhante acordou com uma mulher misteriosa alimentando o rapaz ferido, dando carne crua mastigada diretamente em sua boca. Isso continuou se repetindo ao longo das noites até que o rapaz recebeu alta e mudou de cidade. O que não esperavam é que a carne com a qual ele foi alimentado durante um mês era humana…

Para saber de quem é essa carne ou de onde surgiu essa “mulher pássaro” sinistra, você terá que ler este conto que também está no mangá Fragmentos do Horror, da DarkSide.

Cicatriz

Uzumaki é, de longe, uma das melhores e mais importantes histórias de Junji Ito. O mangá conta a história de uma cidade que começa assombrada pelo surgimento de estranhas espirais, que fazem com que a população local se renda à insanidade e ao horror – e eventualmente, isso resulta em mortes, transformações sobrenaturais e horrores cósmicos.

Um dos contos mais famosos do mangá é Cicatriz, que conta a história de uma garota que descobre uma estranha cicatriz em sua testa, que aos poucos vai crescendo e tomando o formato de uma espiral. É um conto que mistura com maestria o horror cósmico ao body horror, trazendo alguns momentos bem inquietantes e nojentos.

O conto pode ser encontrado em Uzumaki, que traz a série completa do mangá e foi publicado no Brasil pela editora Devir.

Pintor

Sendo a protagonista da primeira história de Junji Ito, Tomie logo virou uma de suas personagens mais populares, com uma série de mangás lançados ao longo de 13 anos. Nas histórias, vemos como a misteriosa Tomie seduz e corrompe os homens ao seu redor, que logo ficam desesperados para matá-la.

Um dos melhores contos da série é Pintor, que segue a vida de um artista totalmente obcecado por Tomie, que tenta fazer de tudo para poder pintar um quadro dela. Aos poucos, a mulher vai revelando seu lado mais sádico e grotesco, enquanto o artista miserável se encontra cada vez mais empurrado em uma espiral de insanidade.

O conto foi publicado no Brasil em Tomie Vol. 1, da editora Pipoca & Nanquim. Contudo, como se trata de uma das histórias favoritas de Junji Ito, ele também está disponível na coletânea Calafrios, da mesma editora.

Balões Enforcadores

Muito do que torna as obras de Junji Ito tão interessantes é o modo pelo qual o autor lida com a estranheza e essa barreira que despedaça o mundo “real” e racional. Em Balões Enforcadores, uma grande praga se alastra pelo Japão, na forma de balões gigantes no formato da cabeça de diversas pessoas. Nada se sabe sobre eles, de onde vieram e qual seu propósito na Terra.

Os balões vagam, usando cordas para enforcar as pessoas correspondentes aos seus rostos. E acompanhamos tudo isso pelo ponto de vista de uma menina aterrorizada, que tenta a todo custo se manter presa em casa para fugir dos terríveis balões, sem saber que seu destino já está com os dias contados…

O conto faz parte da coletânea Calafrios, publicado pela editora Pipoca & Nanquim.

Modelo Fotográfica

Você abre uma revista de moda, folheia algumas páginas e se depara com a foto de uma mulher muito feia e assustadora, que por algum motivo é uma das modelos mais bem-pagas do Japão. Essa é a trama do conto Modelo Fotográfica, que inclusive chegou a ser adaptado no anime Junji Ito Collection, lançado em 2018.

A história é bem simples, seguindo um jovem rapaz que está trabalhando na produção de um filme. Quando a equipe decide contratar a modelo bizarra para atuar em um papel de destaque, tudo começa a caminhar em um rumo sinistro e aterrador, que só pode ser concluído através do derramamento de sangue…

O conto está presente na coletânea Calafrios, publicada pela editora Pipoca & Nanquim.

Dissecação-chan

Nem sempre as histórias de Junji Ito apresentam logo de cara seu lado mais perverso e sobrenatural. Muitas vezes, elas começam como narrativas bem normais e cotidianas, que aos poucos vão dando espaço para as trevas. Um baita exemplo disso é Dissecação-chan, um conto que até brinca com alguns elementos cômicos.

Na trama, um estudante de medicina precisa remoer os demônios do próprio passado quando uma mulher viva tenta ser dissecada na universidade que ele frequenta. Isso faz com que ele se lembre de uma figura que cruzou sua vida quando ainda era criança, e a presença da mulher vai ficando cada vez mais forte e assustadora.

O conto faz parte da coletânea Fragmentos do Horror, publicado pela DarkSide Books no Brasil.

Um Longo Sonho

Possivelmente uma das narrativas mais assustadoras já criadas pelo autor, esse conto relata a história de um homem que se internou em uma clínica neurológica após relatar mudanças em seu padrão de sono. Todas as noites, ele tem sonhos que parecem durar cada vez mais, enquanto para todos ao seu redor, o tempo não parece ser afetado.

Ele começa sonhando sonhos que duram dias, mas logo esses sonhos passam a durar semanas, meses, anos e até décadas inteiras. E conforme tudo isso se desenvolve, ele vai ficando cada vez mais alterado, não apenas no psicológico mas também em sua aparência física, dando sinais de que esses sonhos podem ser a porta para algo muito mais monstruoso.

O conto é bem querido pelo escritor e, portanto, pode ser encontrado na antologia Calafrios, da Pipoca & Nanquim, onde estão as obras favoritas de Junji Ito.

Fonte: Legião dos Heróis – Observatório do Cinema – Legado da Marvel – Legado da DC – O Vício

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *