O Pentágono anuncia a Howard University como a primeira HBCU a liderar o centro de pesquisa afiliado à universidade



CNN

O Pentágono escolheu a Howard University para liderar um centro de pesquisa afiliado à universidade, sua primeira parceria com uma faculdade ou universidade historicamente negra, anunciou o secretário de Defesa Lloyd Austin esta semana.

“Para afiar a vantagem tecnológica dos Estados Unidos e fortalecer o excelente exército dos Estados Unidos, o departamento está empenhado em investir ainda mais em HBCUs e instituições que atendem a minorias”, Austin, o primeiro secretário de defesa negrodisse segunda-feira.

Howard receberá US$ 12 milhões por ano durante cinco anos em financiamento, de acordo com um comunicado de imprensa. Esta é a primeira parceria universitária patrocinada principalmente pela Força Aérea, e esta é a primeira vez que o departamento aceita inscrições de universidades para se tornar um centro de pesquisa afiliado, de acordo com o presidente da Howard University, Wayne AI Frederick.

O novo consórcio terá como foco a autonomia tática, programa da Força Aérea que visa desenvolver tecnologias que exijam o mínimo de supervisão humana, segundo o site da filial. O centro procura aproveitar os programas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática de Howard.

Austin descreveu a tecnologia como “central para a segurança dos EUA em nosso mundo em mudança” e disse que os militares precisam da criatividade e das ideias dos alunos desses programas para continuar avançando as vantagens que os soldados americanos têm no campo de batalha.

“Sistemas autônomos usados ​​com responsabilidade tornam nossas forças armadas mais rápidas, inteligentes e fortes”, acrescentou. “O novo centro de pesquisa de Howard protegerá nosso bem mais precioso – e esse bem mais precioso são nossos homens e mulheres uniformizados.”

A universidade também se concentrará em diversificar o grupo de cientistas e engenheiros que trabalham com o Departamento de Defesa, de acordo com o comunicado à imprensa, e liderará outras oito HBCUs, incluindo as universidades de Hampton e Tuskegee, no esforço de pesquisa.

Frederick disse à CNN que esta é “uma enorme oportunidade” para professores e alunos “trabalhar em pesquisa de ponta em um espaço tecnológico que está em constante evolução”.

“Isso nos colocará em um espaço único para desenvolver técnicas, capacidades e habilidades que de outra forma não desenvolveríamos”, disse Frederick, acrescentando que essa parceria permitirá que a universidade se expanda para outras áreas de pesquisa no futuro.

O programa “enfatiza muito que para o país ter sucesso e para o país competir, continuar sendo competitivo em termos de pesquisa, etc., é preciso diversificar como é essa força de trabalho na área de pesquisa”. disse Frederico.

O Pentágono tem atualmente parcerias com 14 outras universidades em todo o país, incluindo o Georgia Institute of Technology, a University of South California e a University of Maryland.

Fonte: G1 – CNN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: