Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Bolsonaro, não vai assumir posto em batalhão de Goiânia | Blog do Valdo Cruz

Na prática, a medida foi uma saída negociada para que ele, bolsonarista de primeira hora, não assumisse um posto de comando do Exército neste momento. O que não impedirá que Cid entre em novos processos de escolha para outros postos no Exército, como uma promoção para general.

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: