Dakota Johnson faz piada com Armie Hammer e canibalismo em festival de cinema

Capa da Publicação

Há alguns anos, Armie Hammer foi acusado de abuso sexual e canibalismo, o que fez com que sua carreira tivesse uma guinada rumo ladeira abaixo. O ator parou de receber projetos e, desde então, parece estar trabalhando em um hotel nas Ilhas Cayman. Porém, a indústria cinematográfica não o perdoou e ele continua sendo motivo de chacota.

A mais recente veio por parte de Dakota Johnson, que já contracenou com o ator em Contato Visceral, de 2019 – além de já ter trabalhando anteriormente em A Rede Social, filme do qual o ator também participou. Na última quinta-feira (19), Dakota participou do A Taste of Sundance, um jantar que reúne artistas e cineastas pouco antes do início do Festival de Sundance (via Variety).

Enquanto estava no palco para apresentar seu amigo e colaborador frequente, Luca Guadagnino, ela contou uma piada a respeito do filme Me Chame pelo Seu Nome, no qual Armie Hammer e Timothée Chalamet dão vida a um aluno universitário e o filho de seu professor, que acabam se apaixonando em um verão na Itália. Johnson então disse o seguinte:

“Luca pediu que eu fizesse o papel do pêssego, mas as nossas agendas entraram em conflito. Graças a Deus, porque senão eu teria sido outra mulher que o Armie Hammer teria tentado comer.”

A piada foi recebida com gargalhadas e aplausos da plateia, conforme podemos ver no vídeo:

A cena mencionada por Dakota Johnson acontece quando Elio (Chalamet) se masturba e ejacula em um pêssego, e Oliver (Hammer) come a fruta logo em seguida. Muito provavelmente, tudo isso foi apenas uma piada e ela não foi convidada por Guadagnino para interpretar o fruto.

Armie Hammer: de queridinho de Hollywood a inimigo número 1.

A caçada contra Armie Hammer começou em janeiro de 2021, quando um perfil anônimo no Instagram começou a postar vários prints de tela de supostas conversas do ator com várias mulheres, referenciando fetiches sexuais com foco em violência, estupro e canibalismo.

Uma das mulheres que supostamente teria recebido mensagens de Hammer chegou a alegar que, em abril de 2017, o ator a teria violentado sexualmente. Contudo, essas acusações nunca tomaram a forma de um processo judicial, e a represália a Hammer veio por parte da própria indústria audiovisual.

O ator perdeu papéis em várias produções, incluindo filmes e séries para os quais ele já tinha gravado suas cenas. No  ano passado, foi revelado que ele estaria trabalhando como vendedor de timeshares em um hotel das Ilhas Cayman. Seu último papel foi no filme Morte no Nilo, que apesar de ter sido lançado em 2022, foi gravado antes de todas as polêmicas.

Abaixo, veja também:

Fonte: Legião dos Heróis – Observatório do Cinema – Legado da Marvel – Legado da DC – O Vício

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: