Chanel busca referências da sua fundadora para a coleção de Alta Costura

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Chanel desfila suas peças de Alta Costura em Paris

O apartamento de Coco Chanel na Rue Cambon foi o ponto de partida para o desfile de Alta Costura da Chanel. Esculturas feitas de madeira e papelão reciclado idealizadas por Xavier Veilhan recriavam em tamanho macro pequenas figuras animalescas – cavalo, camelo, pássaro, cachorro, elefante – que recheavam o apartamento da estilista. De dentro delas saíam as modelos com looks atemporais e elegantes típicos da maison.

Leia mais: Marina Ruy Barbosa fecha desfile de Alta Costura de Giambattista Valli

Virginie Viard, estilista da Chanel, é craque em trazer beleza e reinterpretar clássicos sem se ater a temas muito abstratos. Foi exatamente isso que foi desfilado no Grand Palais. Blazers de tweed estruturados e acinturados, bordados de pássaros, gatinhos e corgis, vestidos fluidos ultra trabalhados e um toque de transparência foram o destaque do dia.

Coco Chanel também foi inspiração para a coleção de Alta Relojoaria da maison. Para as mais recentes criações, Arnaud Chastaingt, diretor criativo da relojoaria da Chanel, aderiu a um importante elemento que a estilista não abria mão: a almofada de alfinetes. Relógios em ouro e pedras preciosas reproduziam o acessório prático com detalhes emblemáticos da maison, como as camélias e o tailleur.

Com Sofia Mendes

Donata Meirelles é consultora de estilo e atua há 30 anos no mundo da moda e do lifestyle.

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião de Forbes Brasil e de seus editores.

Fonte: Forbes Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: