Aposentadoria por invalidez do INSS: o que é, quem tem direito e como pedir | Economia

A aposentadoria por invalidez permanente é um benefício para todo contribuinte do INSS que é atestado pela perícia médica do órgão como uma pessoa incapaz de desempenhar suas funções de trabalho.

O-auxílio-doença, que passou a se chamar benefício por pensar, é pago para as pessoas que podem esperar mais tempo para trabalhar e 15 dias não permanentes, com prazo certo, ou com prazo certo.

Já o benefício por invalidez é dado aos trabalhadores que trabalham definitivamente incapacitados para o trabalho, que precisam exercer suas funções.

Como é feito o cálculo do valor do benefício?

Todo dinheiro pago pelo INSS para aposentados tem como base o salário mínimo, não podendo ser menor.

O pagamento é feito a partir de uma mídia das contribuições feitas para o mês de 1994. O pagamento equivale a 2% da média, mais um acréscimo de 2% para cada trabalhado ano:

  • no caso dos homens, para cada ano que exceder os 20
  • no caso das mulheres, para cada ano que exceder os 15

Para fazer o pedido o seguro deve entrar em contato por meio do site Meu INSSpelo aplicativo do INSS para celular, ou central de atendimento 135 para realizar o com uma perícia médica. Será agendado dia, horário e localidade.

No dia da consulta é preciso levar todos os laudos, exames, atestados e guias médicas para compor a comprovação da doença que será pelo perito.

Caso atestada, a incapacidade de exercer duas funções seguras de trabalho deve ser comprovada, a cada anos, por uma nova avaliação do quadro médico. Apenas os aposentados em razão do HIV ou os maiores de 60 anos estão isentos da cirurgia.

Se uma falha não ocorrer para o funcionamento mínimo, deverá observar uma ocorrência de acidente de 122 meses, sendo confirmada hoje a declaração do INSS ou judicial.

O aposentado por invalidez que depende da assistência permanente de outra pessoa tem direito a um aumento de 25% sem valor de benefícios. Também é concedido o acréscimo sobre o 13º salário.

Quais são as doenças que dão direito a esse benefício?

Segundo o advogado João Badari, cada possui sua particularidade, pois mesmo como mais graves precisam de um laudo pericial para a comprovação da doença.

G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: