A maior matança do Coringa foi um de seus melhores momentos

Uma nova história do Príncipe Palhaço do Crime deixou claro a proficiência do Coringa em cometer assassinatos.


A maior matança do Coringa foi um de seus melhores momentos

Imagem: Reprodução | Divulgação

Gotham City é cercada por muitos assassinos e maníacos que ajudam a cultivar a atmosfera perigosa pela qual a cidade é conhecida. Mas ninguém é tão temido ou se destaca na arte de matar quanto o Coringa. Desde que entrou em cena pela primeira vez, o vilão tem assombrado os moradores de Gotham.

O Príncipe Palhaço do Crime é famoso por deixar rastros de corpos por onde passa. É difícil dizer quantas pessoas o Coringa matou, mas o que se sabe é que ele não tem escrúpulos em acabar com a vida de ninguém. Sem mencionar que o Coringa é alguém que se esforça e encontra maneiras criativas de matar inocentes.

Mas o Arlequim do Ódio acaba de se superar, e pode ter sido a aplicação mais engenhosa de seus ”talentos”. Na história em quadrinhos de Chuck Dixon, Scott Beatty e Pete Woods, Coringa acaba de descobrir que tem um tumor inoperável e seu tempo é limitado.

Em vez de aceitar seu diagnóstico, o palhaço entra em ação com um plano e imediatamente agita a instalação de segurança máxima em que está encarcerado. Enquanto os prisioneiros se rebelam, Coringa encontra o vilão Multi-Man, que tem a capacidade de ganhar um novo poder toda vez que morre.

Conforme descrito pelo Screen Rant, Coringa começa a assassinar Multi-Man mais de setenta vezes até que ele ganhe a habilidade de explodir paredes, ajudando em seu plano de fuga. Quando se trata de acumular contagens de corpos, Coringa tem um bom número em seu currículo.

Mas esta é provavelmente uma das poucas vezes que ele partiu para uma matança com apenas uma pessoa envolvida. Além disso, para garantir que Multi-Man voltasse com um poder diferente, Coringa teve que matar seu companheiro de prisão de uma maneira diferente a cada vez.

Isso significa que o Coringa encontrou setenta e sete maneiras diferentes de matar. É um evento absolutamente macabro, mas na verdade é um dos planos mais brilhantes que o maior antagonista do Batman pode ter realizado. A maioria olha para o Coringa e não consegue enxergar o grande estrategista que ele é.

Coringa adora criar caos e improvisação, coisas que não combinam exatamente com estrategistas. No entanto, ele é muito dedicado ao seu trabalho. Então, quando ele descobriu que o segredo para fazer uma fuga bem-sucedida estava em matar alguém repetidamente, é claro que ele adoraria a oportunidade.

Não só existe um elemento de humor negro na situação, como também é a chance dele mostrar que suas ”habilidades” podem até ser usadas de maneira inteligente. O massacre de um homem só é horrível, mas uma manobra surpreendentemente inteligente de uma mente doentia como a dele.

Mas e você, o que acha de tudo isso? Deixe suas opiniões nos comentários abaixo!

Acompanhe o Legado da DC e saiba mais sobre os quadrinhos DCnautas.

Escute o LegadoCast:

Fonte: Legião dos Heróis – Observatório do Cinema – Legado da Marvel – Legado da DC – O Vício

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: