78 pessoas morreram durante semana de inverno rigoroso no Afeganistão, diz Talibã


Porta-voz do grupo disse que mais de 75 mil cabeças de gado também morreram por conta do frio. Homem afegão caminha no meio de cemitário coberto por neve em Cabul, no Afeganistão
Ali Khara/REUTERS
Funcionários do Talibã disseram na quinta-feira que 78 pessoas morreram em pouco mais de uma semana durante o inverno rigoroso do Afeganistão, aprofundando a crise humanitária do país.
Shafiullah Rahimi, porta-voz do Talibã do Ministério de Gestão de Desastres Naturais, disse que as mortes ocorreram desde 10 de janeiro. Mais de 75.000 cabeças de gado também morreram como resultado do frio, disse Rahimi.
Ele estimou que o Talibã tentou alcançar e ajudar mais de 1 milhão de pessoas em todo o país e “ainda está fazendo o possível para apoiar mais famílias durante este frio intenso”.
A tomada do poder pelo Talibã em agosto de 2021 colocou a economia do Afeganistão em parafuso e transformou o país financeiramente, deixando milhões à margem da pobreza e da fome.
Metade da população do Afeganistão, ou seja, 24 milhões de pessoas, precisa de ajuda humanitária, segundo a Cruz Vermelha.
Criança afegã de pé no meio de quintal coberto com neve em Cabul, no Afeganistão
Ali Khara/REUTERS
Sanções aos governantes do Talibã, suspensão de transferências bancárias e bilhões congelados nas reservas monetárias do Afeganistão já restringiram o acesso a instituições globais e ao dinheiro externo que sustentava a economia local que era dependente de ajuda até a retirada das forças dos EUA e da OTAN.
O Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários disse na quinta-feira que o clima extremamente frio no Afeganistão matou milhares de cabeças de gado nas regiões leste, oeste e norte.
As previsões dizem que as temperaturas cairão para -35 C° em partes do Afeganistão neste fim de semana.

Fonte: G1 – CNN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: